Siga

Siga por Email

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Todos temos direito á vida.



Por Maria Elisa

Mais  de  5000  anos nos  separam do  início das  dinastias  egípcias,  no  entanto, o  modo  de  vida  deles  são ensinamentos  para  nós “crianças  do  futuro” e  dentre  estes  ensinamentos a  base  de  tudo  está  na  relação  deste  povo  com  a  natureza,  com  os  animais.
“ O  Antigo  Egito  era  formado  de  3% de  terra  fértil e  97% de  terra  árida  e  foi  o  celeiro  do  mundo.”
Para  eles  tudo  era  sagrado,  tudo  fazia parte  de  um  equilíbrio,  como  uma  teia,  onde  todos  estavam  ligados e  “cortar” esta  teia  seria  o  caos. Não  existia  a  superioridade  do  humano  sobre o  animal. Nem  acreditavam  que  os  animais  e  a  natureza  estavam  ali  para  eles  se  servirem.
O  rio  não  era  “agredido” por  sujeiras porque  era sagrado. Abençoada  seja  a  água sem  ela  não  podemos  viver.
Não  havia  desperdício  de  água  ,  e  olha  que  os  egípcios  tomavam  vários  banhos  por  dia. Assim  como  não  havia  desperdício  de  comida.
Os egípcios  eram  observadores. Algumas  coisas  até  eles  nem  poderiam  compreender,  mas  eles  eram  observadores  e  ai  eles  “juntavam”  as  peças.
Os  animais  para  eles  também  eram  sagrados.  
Cães,  gatos,  leões,  bois, vacas,  pássaros,  cobras  e etc.....
Os  gatos  ,  por  exemplo , eram  amados  e  respeitados.  Ai  daquele  que  fizesse  mal  a  um  gato,  evidente  não  seria  um  egípcio,  este  seria  jogado  a  ira  do  povo.
Quando  um  gato  morria,  a  família  ficava  de  luto .  Os  animais  quando  morriam  também  eram  mumificados assim  como  os  egípcios.
Para eles  era  algo  natural,  para  nós  hoje,  uma  questão  de  sobrevivência  cuidar  da  natureza,  dos  animais,  de  que  todos  precisamos  um  do  outro,  de  que  os  animais  não  foram  colocados  aqui  para  usarmos ,  nem  que  somos  superiores.  Estamos  todos  no  mesmo  planeta. 
Hoje  a  consciência  disso  é  uma  realidade.
Todos  temos  direito  á  vida.
Como  os  egípcios  acreditavam,  sem  Maat (equilíbrio,  verdade  e  justiça) se  volta  ao  caos.
Agradeço   a  minha  amiga  Cecília  pela  força  que  me  deu,   estudiosa  sobre  a  cultura  egípcia  antiga  através  da  Egiptologia  e  também  uma  pessoa  que  ama  muito  os  animais.
Agradeço  a  querida  Angelita  pelo  convite  feito  para  que  eu  ajudasse  com  esta  coluna  e  que  por  amor  aos  animais  estamos  aqui  escrevendo e  que  depois  estas  palavras terão  vida  e  se  concretizarão  em  ações pelos  animais,  pela  natureza,  por  nós.

Abençoados  sejam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Bixo Aki agradece pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para nós.
Comentários que contém ofensas e palavrões não serão
aceitos.Por isso reflita antes de fazer qualquer comentário que poderá testemunhar contra você.