Siga

Siga por Email

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Branquinha – prova viva do amor incondicional

Por Angelita Zaccagnini


A história de Branquinha começou quando a cachorrinha chegou ao Cemitério Municipal de Maricá para acompanhar o enterro de seu dono e ali ficou até os dias de hoje. Branquinha como é chamada desde então passou a acompanhar a todos os cortejos realizados no local e se tornou o xodó dos coveiros e das pessoas que ali trabalham.
Marcia, dona da funerária conta que Branquinha é dócil, inteligente, e fica triste quando há poucos enterros. Uma vez ela teve cria dentro da capela e alguns meses depois teve seus filhotes doados.
É impressionante a maneira como essa cachorrinha acompanha os enterros, ela fica dentro da capela, depois corre na frente para mostrar o local e quando percebe que o enterro está atrasado começa a latir para que aconteça logo.
Essa cachorrinha parece sentir a dor das pessoas e seu olhar demonstra saudade de seu dono que ali está sepultado.
Branquinha já foi capa de alguns jornais e sua história até hoje emociona a todos que passam pelo local. Para ela não tem tempo ruim, a cachorra acompanha os velórios até debaixo de chuva forte.

Adotada pela proprietária da Funerária, a cachorrinha Branquinha é a prova viva de amor incondicional.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Bixo Aki agradece pelo seu comentário, sua opinião é muito importante para nós.
Comentários que contém ofensas e palavrões não serão
aceitos.Por isso reflita antes de fazer qualquer comentário que poderá testemunhar contra você.